“Aquele que não conhece a verdade é simplesmente um ignorante, mas aquele que a conhece e diz que é mentira, este é um criminoso”. (Bertolt Brecht)

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Quanto poder tem um banco?

Enquanto a população europeia se desespera com a crise, banqueiros do outro lado do mundo comemoram o momento pelo qual tanto esperavam. Não é teoria da conspiração, é a realidade do mundo financeiro: um gigante como o GoldmanSachs  aconselha seriamente os seus clientes a investirem no colapso financeiro da Europa.
No documentário “Os segredos do Goldman Sachs”, são destrinchadas as relações, os esquemas e o imenso poder desse banco. O Goldman Sachs é responsável direto (junto com outras entidades) por uma série de crises nos últimos 80 anos, incluindo a atual e o famoso crash de 1929.
Como isso é possível? Sem mistério. As corporações conseguiram ampliar sua influência para além do mundo financeiro, colocando pessoas de dentro bem próximas da esfera política, quando não nos governos. Sendo assim, podem manipular nações inteiras com bastante facilidade. Se o momento não está lucrativo o suficiente, é fácil gerar uma crise para agitar o mercado financeiro.
Vivemos então em uma “corporatocracia”, já que as corporações controlam governos, universidades e meios de comunicação, não só dos Estados Unidos, mas do mundo inteiro. E suas imagens continuam intactas. Quem nunca ouviu dizer que seria ótimo trabalhar para um superbanco como o Goldman Sachs?
Veja o filme:

Nenhum comentário:

Postar um comentário